• image
  • image
  • image
  • image
Previous Next

Estudo mostra dados relacionados a soja - UFU

A Universidade Federal de Uberlândia implantou há 16 anos, o Programa de Melhoramento e de Estudos Genéticos em Soja,coordenado pelo Prof. Dr. Osvaldo Toshiyuki Hamawaki, tendo como meta aprimorar as tecnologias de produção da soja em ambientes tropicais, desenvolvendo-se novas cultivares com ampla base genética,  bastante produtivas, altamente resistentes aos estresses bióticos e abióticos, com boa estabilidade, baseada na tecnologia convencional, menos agressivas ao homem e de menor impacto ambiental. 

Veja reportagem: Clique aqui

Horário de funcionamento FAU.

Tendo em vista o feriado municipal do dia 16/07/2014 e seguindo os calendários administrativo e acadêmico da Universidade Federal de Uberlândia, informamos aos nossos usuários que não haverá expediente nesta data. Retornaremos as atividades normais no dia 17/07/2014

Pacote de Editais FAPEMIG 2014

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais – FAPEMIG começa o ano de 2014 em plena atividade. Já no primeiro dia útil do ano, a Fundação anuncia uma favorável novidade aos pesquisadores mineiros: treze editais acabam de ser lançados. Eles já estão disponíveis para consulta na página da Fundação, e somam mais de R$57,2 milhões em investimentos.

A submissão das propostas deve ser feita por meio do sistema eletrônico Everest (http://everest.fapemig.br). Entre os lançamentos está o edital de Demanda Universal, um dos mais aguardados por voltar-se ao apoio de projetos de qualquer área do conhecimento. As demais modalidades abertas oferecem suporte aos trabalhos de pesquisa desenvolvidos no Estado por meio da concessão de bolsas a pesquisadores e do financiamento de itens de apoio, como livros, manutenção de equipamentos, projetos de extensão.

Confira a seguir todos os editais lançados e suas especificidades.

·         Universal (Edital 01/2014)

O Edital Universal tem o objetivo de apoiar financeiramente projetos de pesquisa científica e tecnológica e de inovação nas diversas áreas do conhecimento. A modalidade se caracteriza pela liberdade dada ao pesquisador de propor seu tema, motivando-o a permanecer no Estado e, simultaneamente, cria condições para aparelhar e manter os laboratórios de pesquisa. Este ano, o edital vai destinar, ao todo, R$ 23 milhões às pesquisas aprovadas. Cada proposta deve ser de até R$ 50 mil. As propostas serão recebidas até 31 de março de 2014. É importante lembrar que os pesquisadores que enviarem propostas ao Edital Universal não podem se candidatar ao Programa Pesquisador Mineiro e vice-versa. Para visualizar o edital, clique aqui.

 

·         Manutenção de Equipamentos (Edital 02/2014)

O objetivo deste edital é financiar reparos e manutenção de equipamentos de laboratórios fora do período de garantia, cujo custo de aquisição tenha sido superior a R$ 100 mil. Ao todo, serão distribuídos R$ 2 milhões de às propostas aprovadas. Uma exigência é a contrapartida financeira da instituição proponente de, no mínimo, 10% do valor pleiteado. As propostas devem ser enviadas até 2 de abril. Clique aqui para visualizar o edital.

 

·         Programa Pesquisador Mineiro – PPM VIII (Edital 03/2014)

O PPM oferece cotas financeiras mensais (grant) a pesquisadores e tecnólogos com o objetivo de apoiá-los em seus projetos de pesquisa. Entre os pré-requisitos, os candidatos devem ter reconhecida liderança em sua área de atuação. As propostas devem ser enviadas até 8 de março. Lembrando, os pesquisadores que enviarem propostas ao Programa Pesquisador Mineiro não podem se candidatar ao Edital Universal. Ao todo, serão concedidas 200 cotas, distribuídas em três modalidades: pesquisadores que não sejam beneficiários do “Adicional de Bancada” concedido pelo CNPq – 130 cotas de R$ 48 mil; pesquisador beneficiário do “Adicional de Bancada” concedido pelo CNPq – 60 cotas de R$ 24 mil; tecnólogos – 10 cotas de R$ 48 mil. O prazo para execução de cada proposta contratada é de dois anos, contados a partir de julho de 2014. As propostas serão recebidas até o dia 10 de março. O edital pode ser conferido, na íntegra, aqui.

 

·         Aquisição de Livros Técnicos Científicos para a pós-graduação (edital 04/2014)

O edital de “Aquisição de Livros Técnicos e Científicos para Pós-Graduação” busca atualizar e ampliar o acervo dos cursos stricto sensu recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes e regularmente oferecidos por instituições sediadas em Minas Gerais. Ao todo serão destinados R$ 2 milhões às propostas aprovadas. A FAPEMIG receberá as propostas até o dia 7 de abril de 2014. O edital está disponível neste endereço.

 

·         Publicação de Periódicos Científicos Institucionais (Edital 05/2014)

Voltado ao financiamento, editoração e publicação de periódicos científicos, sejam impressos ou eletrônicos, o edital de “Apoio à publicação de periódicos científicos institucionais” irá disponibilizar recursos na ordem de R$ 1 milhão. A expectativa é contribuir para a circulação de informações e a divulgação dos resultados de pesquisas científicas e tecnológicas. As propostas podem ser enviadas até 7 de abril de 2014. Confira aqui o edital.

 

·         BIPDT
O Edital nº 006/2014 – “Bolsa de Incentivo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico-Tecnológico” (BIPT), busca incentivar a qualificação do servidor público estadual envolvido com atividades de pesquisa. Isso é feito por meio da concessão de bolsas de incentivo aos servidores /pesquisadores, detentores de títulos de mestre e/ou de doutor, com vínculo funcional/empregatício na administração pública direta e/ou indireta do Estado de Minas Gerais.

O edital de 2014 traz uma novidade: os valores das bolsas foram reajustados e, agora, variam de R$700 a R$900 para mestres e de R$1.000 a R$1.200 para doutores. O montante destinado a este Edital é de R$2 milhões e as propostas deverão ser enviadas eletronicamente, pelo sistema Everest, até o dia 14 de abril. Leia o Edital aqui.

 

·         EXTENSÃO
O Edital “Apoio a Projetos de Extensão em Interface com a Pesquisa” (edital nº 007/2014) tem como objetivo financiar projetos que contribuam para o fortalecimento da ação transformadora da pesquisa sobre os problemas sociais, além de estabelecer uma relação de diálogo entre pesquisadores e sociedade. Este ano, serão destinados R$2 milhões para as propostas aprovadas. Os interessados deverão enviar seu projeto, eletronicamente, até o dia 16 de abril. Para acessar o edital clique aqui.

 

·         SANTOS  DUMONT
O edital 008/2013 tem como objetivo financiar projetos de iniciação tecnológica que permitam ao discente testar as teorias acadêmicas por meio da execução de projetos de cunho prático e possibilitar a participação das equipes discentes em competições tecnológicas de caráter educacional. Serão investidos R$800 mil nas propostas aprovadas, que devem ser enviadas até às 17h do dia 23 de abril.  Para acessar o edital clique aqui.

 

·         NITs
O objetivo do Edital “Apoio à Criação e/ou Manutenção de Núcleo de Inovação Tecnológica” (Edital nº 09/2014) é financiar a criação, estruturação, manutenção e capacitação das equipes dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) de Minas Gerais. Os NITs são responsáveis por orientar, assessorar, apoiar e gerir atividades direcionadas ao processo de inovação, proteção intelectual e transferência de tecnologia. Será destinado R$1,5 milhão para o financiamento dos projetos aprovados. As propostas devem ser elaboradas com base nos requisitos descritos no Edital, que pode ser visualizado aqui, e enviadas eletronicamente até às 17h do dia 28 de abril.

 

·         PMPD
O Edital “Programa Mineiro de Pós-Doutorado” – PMPD, (Edital nº010/2014) é uma das ações previstas em um acordo de cooperação amplo assinado entre a agência mineira e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O objetivo é conceder bolsas de pós-doutorado, visando incluir pesquisadores doutores nas equipes de projetos de pesquisa e de inovação, coordenados por pesquisadores de instituições localizadas em Minas Gerais. Os valores destinados para o financiamento são da ordem de R$12 milhões, sendo R$8 milhões provenientes da Capes e R$4 milhões da FAPEMIG. As propostas deverão ser enviadas eletronicamente para a FAPEMIG em duas datas, a primeira até às 17h do dia 2 de junho e a segunda, até o dia 13 de outubro, de acordo com o item 2.3 do edital. Para acessá-lo, clique aqui.

 

·         ASSESSORIA INTERNACIONAL (EDITAL 11/2014)

A ação tem como foco principal a consolidação das Assessorias Internacionais nas Instituições de Ensino Superior (IES) que sejam públicas e, também, Instituições Confessionais situadas no Estado de Minas Gerais. Uma Assessoria Internacional tem como objetivo promover a integração com órgãos governamentais com sede fora do Brasil para implementar acordos de cooperação científica, tecnológica e de inovação. Estas ações buscam a melhoria do ensino, da pesquisa, da pós-graduação e da extensão.

Com recursos da ordem de R$ 1 milhão, os interessados deverão enviar suas propostas, em versão eletrônica, até às 17h do dia 7 de maio. A lista de aprovados será divulgada no site da Fundação. Para acessar o edital clique aqui.

A internacionalização é uma ação estratégica para o estímulo e, também, para a divulgação da ciência mineira internacionalmente. Este edital dá continuidade às ações da FAPEMIG na área. Nos últimos três anos, a Fundação assinou acordos com instituições de várias partes do mundo, como Canadá, França, Itália e Coréia do Sul, Suécia, Austrália, Moçambique e Estados Unidos.

·         PROGRAMA DATAVIVA (EDITAL 12/2014)

A plataforma DataViva foi desenvolvida pelo Governo de Minas como uma ferramenta estratégica para o desenvolvimento de políticas públicas. O programa tem como principais objetivos orientar as políticas de desenvolvimento econômico e de atração ativa, além de facilitar processos de decisão de investimento. Propõe-se, ainda, a ser um critério adicional para a priorização de setores nas ações do Governo. O projeto é desenvolvido pelo Escritório de Prioridades Estratégicas do Governo em parceria com os professores do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e da Harvard Kennedy School, com apoio da FAPEMIG.

O objetivo do edital é financiar projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação que utilizem a plataforma como uma das bases de informações para análise e proposições de políticas públicas. Serão investidos R$500 mil nas propostas aprovadas. As pesquisas deverão enquadrar-se em um dos seguintes eixos prioritários: Diversificação da Economia Mineira, Complexidade Econômica de Minas Gerais, Redução da Desigualdade Socioeconômica no Estado e Tratamento e Visualização de Base de Dados. As propostas devem ser apresentadas por meio da plataforma Everest (http://everest.fapemig.br/), até o dia 5 de maio de 2014. Confira aqui o edital.

Dados disponíveis - A plataforma, desenvolvida 100% em software livre e com acesso aberto, oferece principalmente dados econômicos, entre outras informações dos mais diversos setores governamentais. Por meio de oito aplicativos, é possível ter acesso a cerca de 100 milhões de visualizações interativas de registros de exportações, de dados da indústria e de ocupações formais de cada um dos mais de cinco mil municípios brasileiros.

 

·         BACIA DO RIO PANDEIROS (EDITAL 13/2014)

O edital, uma ação voltada para o meio ambiente, é uma parceria com o Ministério Público, a Cemig e o Instituto Estadual de Floresta (IEF). Em sua primeira edição, a proposta é financiar projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, de ECTIs sediadas no Estado, que auxiliem na preservação, conservação e recuperação do meio ambiente da Bacia Hidrográfica. Serão destinados mais R$ 1,7 milhão para implementação de tecnologias que colaborem com a sustentabilidade da região, dentro de duas linhas temáticas.

A primeira corresponde à dinâmica de vertentes da Bacia do Rio Pandeiros. Para se enquadrar, as propostas deverão conter um levantamento dos processos erosivos e dados temporal qualitativo e quantitativo dos fluxos hídricos e sedimentar na foz de todos os afluentes do Rio, conforme as coordenadas especificadas no edital. Além disso, é necessário uma apresentação das técnicas de contenção de processos erosivos e recuperação de áreas degradadas, georreferenciamento da área do Pântano do Rio Pandeiros, identificação da origem do processo de assoreamento e análise da viabilidade de desassoreamento da área e as técnicas para a implementação.

A segunda linha temática é voltada para o sistema de produção e segurança alimentar, que visa o fortalecimento agroecológico, extrativista e de práticas de manejo sustentável do cerrado que envolve a região. Desta forma, estão embutidas a mobilização de associações e/ou cooperativas selecionadas pelo proponente, elaboração de Plano de Aperfeiçoamento Produtivo e Logístico, estruturação de unidades de beneficiamento e da cadeia produtiva local, apoio técnico participativo às associação e/ou cooperativas e desenvolvimento e implementação de tecnologias sociais.

Confira aqui o edital. As propostas deverão ser enviadas em versão eletrônica, por meio do sistema Everest, até às 17h, do dia 12 de maio.

 

 

É importante ressaltar que – a partir deste ano – ao submeter as propostas não há mais a obrigatoriedade, por parte do pesquisador, de indicar instituição gestora, devendo a Universidade ficar responsável pela execução financeira do projeto. Lembramos que a FAU foi uma das fundações recadastradas pela FAPEMIG como gestora.

 

Porque trabalhar com a fau

 

· Abertura de conta corrente específica, favorecendo uma gestão transparente em conformidade com a legislação vigente;

· Designação de um analista para acompanhar e controlar a execução financeira do projeto, além de desempenhar o papel de porta-voz do coordenador perante a concedente e dos outros setores da Fundação;

· Administração financeira sob controle do coordenador – ou seja, todo início de um ordenamento de despesas parte do coordenador;

· Administração do pessoal contratado, por meio do setor de Recursos Humanos;

· Suporte nas compras nacionais e no exterior – através de equipe qualificada na instrução de certames licitatórios, despacho aduaneiro ou aquisição simplificada;

· Suporte jurídico e contábil aos projetos em execução;

· Sistema de Gestão de Projetos Manager que permite desenvolver ações por meio da internet – é uma ferramenta ágil e confiável para a comunicação e acompanhamento dos projetos geridos pela FAU. Evitando que seus utilizadores tenham que se deslocar à sede da Fundação para formalizar seus pedidos;

· Prestação de Contas conforme determinação do financiador do projeto, bem como conciliação mensal dos projetos para acompanhamento dos recursos;

· Gestão financeira, com recolhimento de encargos e aplicação de recursos durante o período de não utilização;

· Orientação para preenchimento dos relatórios científicos dos projetos junto aos órgãos financiadores e acompanhamento da aprovação da prestação de contas final e parcial.

· Guarda da documentação dos projetos conforme previsão legal.

 

Além disso, a FAU conta com uma Central de Projetos e Apoio ao Pesquisador com as seguintes funções:

 

I - Identificar fontes e linhas de financiamentos para viabilizar os projetos demandados pelas instituições apoiadas;

II - identificar potencialidades nas diversas Unidades Acadêmicas;

III - auxiliar os professores em suas solicitações de apoio junto aos órgãos e empresas financiadoras;

IV - acompanhar os resultados de projetos demandados pelos pesquisadores da UFU e IFTM;

V - auxiliar os pesquisadores na adequação de projetos, no envio de propostas e na elaboração de orçamentos;

VI - acompanhar os indicadores de Ciência Tecnologia e Inovação;

VII- criar parcerias que beneficie a gestão de projetos na FAU.

 

Estamos a disposição para qualquer orientação.

Informativo - Atendimento Especialização

Informamos que o setor de especialização tem atendimento priorizado de 13:30 as 17:30 de segunda a sexta.

 

 

 

World's Top Web Hosting providers awarded and reviewed. Find a reliable green hosting service, read greengeeks review
loader
FAU Online
Facebook - FAU
Notícias